domingo, 30 de setembro de 2012

TENDÊNCIAS INVERNO 2013 E 2014


O inverno é uma das estações mais preferidas de muita gente, principalmente das mulheres que desejam usar botas, coat, cardigan, e com isso se preparam para a moda. Em 2013 e 2014 as tendências são muito ousadas, com cores mais vibrantes, sendo que as peças de alfaiataria, cardigans, casacos e jaquetas estarão em alta.Voltam os lilases, os violetas e os roxos que, por vezes, se misturam com azuis e vermelhos. As cores são cheias, impregnadas de pigmentos, e estão mais distantes da luz, como acontece no verão. O dourado e o prata dão lugar aos acobreados e surgem tons mais suaves, glaciais. A luminosidade vem dos tecidos luxuosos.

Pantone inverno 2013:



Com um bom senso podemos criar lindos looks utilizando peças da moda para o inverno. Os cardigans podem ser usados com qualquer peça de roupa, porem é preciso saber combinar cada peça. Os casacos e jaquetas podem ser usados com calças saias e vestidos. As bermudas ficam super fashion, porem não é ideal usar algo muito curto no inverno, até porque o frio é um dos motivos. O maxi tricô é uma das apostas de diversos estilistas. Apesar de ter uma longa história na moda mundial, as roupas de tricô podem ser irreverentes e modernas ao mesmo tempo. É apenas necessário saber usá-las.
Aproveite essa tendência e renove aquelas antigas roupas de tricô do seu armário, porque nada melhor do que unir conforto, modernidade e estilo.

Para o inverno 2013 e 2014 destaca-se tambem os tweeds e as misturas de lãs coloridas, tramas geométricas, camuflagem estilizada, floral.
"O mais interessante na moda de hoje é que não ha mais tendências rígidas. As referências são muito mais amplas que ha 20 anos , quando elas vinham apenas das passarelas de alta costura. Agora é tudo mais fluido, vivo, dinâmico, e nós enxergamos isso de uma maneira bastante positiva" afirmou a diretora de moda da Première Vision, Pascaline Wilhelm.
Todos os anos é lançado uma moda diferente para o inverno e, em 2013 e 2014 algumas peças serão reutilizadas, porem com aspectos mais modernos e mais sofisticados. As jaquetas de couro usadas nos anos 80 estarão em alta, porém mais modernas e com mais detalhes. Os vestidos rodados e as calças cós alto também é tendência na moda para o inverno 2013 e 2014.

Agora, resta esperar a estação chegar para conferir como essas influências vão pegar na passarela do próximo inverno.





sexta-feira, 13 de abril de 2012

(materia do http://fashionconsultantvv.wordpress.com )

Como cuidar das suas peças de tricô e crochê

 

Podemos ter tanto roupas como acessórios em tricô e/ou crochê. Peças masculinas, femininas e infantis, de verão ou de inverno, casuais ou de festa. É, de festa! No Brasil não é muito comum, mas há inúmeras possibilidades de roupas lindas de festa, especialmente pra mulheres, feitas em tricô e/ou crochê. Aliás, é uma idéia ótima também pra noivas que querem fugir do visual óbvio. E tem roupinhas pra cães e gatos feitas em tricô e peças pra casa (colchas, forros de mesa, etc) também! Com tantas opções é necessário saber como cuidar dessas peças.

Roupas de tricô e crochê pedem cuidados especiais na lavagem e também na hora de guardar. Como sou apaixonada por peças artesanais, acho uma verdadeira heresia alguém cuidar mal dessas peças. Uma boa peça de tricô ou de crochê dura 15 anos fácil se você cuidar bem dela. Entenda como uma boa peça aquela que é feita com material de boa qualidade e tem ótimo acabamento.
Eu nasci com o tricô na minha vida, então desconfio desses tricôs com acabamento de overlock. Tá, neste ponto sou suspeita pq só tenho tricôs feitos por mim ou por minha mãe. Me recuso a comprar tricô tendo uma máquina de tricô em casa pra inventar o que eu bem quiser. E não tenho máquina de overlock, então o acabamento das minhas peças é manual, que foi a forma que aprendi ainda adolescente. As peças são feitas com base em esquemas pra que saiam da máquina já na forma e tamanho que precisam ter, sem precisar de cortes. Só costura, que pode ser manual ou com máquina de costura reta comum. É praticamente alta costura, até pq eu prefiro costurar à mão do que na máquina quando a linha ou lã usada é realmente boa. Só uso a máquina qdo vejo que a linha ou lã é meio fraca ou é do tipo flamê (com nozinhos), que é linda mas não confio nela pra costurar, só pra as roupas mesmo. Infelizmente este processo leva tempo. Já passei um dia inteiro fazendo um esquema de um vestido até acertar pra que ele tivesse as exatas formas e medidas que eu desejava. Depois mais alguns dias pra fazê-lo e costurá-lo. O bom disso é que certamente a peça vai durar pelo menos 15 anos sem dúvida.

Voltando ao tema dos cuidados…
Em primeiro lugar, ao adquirir sua peça de tricô ou crochê, saiba que deve guardá-la dobrada. Esta orientação também vale para quem trabalha em lojas e é responsável pelo visual merchandising. Nunca pendure uma peça dessas. O risco da peça esticar é imenso, mesmo sendo uma boa peça. Sim, há as que não esticam, tanto de tricô como de crochê, mas como estou escrevendo supondo que você não saiba diferenciar e não queira correr o risco de perder suas peças, então melhor dobrar sempre. Se comprar com ajuda dos meus serviços de personal shopping eu posso até te dizer se deve dobrar ou se pode pendurar as peças (me pergunte, pq é informação demais e nem sempre lembro de tudo que pode ser dito).
Ao lavar, prefira lavar à mão. Jogar uma peça dessas na máquina pode deformá-la de forma irreversível. Também aqui há excessões mas melhor não correr o risco. As que têm menos risco de estragar são peças de tricô em ponto meia (como o top da segunda foto), feitas de bom material e com ótimo acabamento. Outros pontos ou peças feitas de material ruim correm risco de esticar, encolher, deformar, desbotar, manchar…

Para secar, ao invés de jogar na secadora, deixe a peça repousar sobre uma superfície horizontal. Pode ser esses varais de chão, de metal, mas use uma toalha sob a peça pra diminuir as chances dela esticar ainda mais, afinal os varais são vazados e dão espaço pra que as peças estiquem. A toalha como base dá mais firmeza. Cuide para que a toalha não solte tinta e, se a peça que quer secar soltar tinta (leia-se: for feita com material ruim), opte por uma toalha de cor parecida ou em outra cor que não vá ficar manchada, como preta.
Essas peças normalmente não precisam ser passadas. Se precisar, nunca pressione demais o ferro na peça nem use-o muito quente, pois a peça irá esticar, especialmente se for de tricô. Usar vapor então, é totalmente proibido! Um steamer, OK, com cuidado, mas ferro a vapor só com o vapor desligado!
Tricôs e crochês de bom gosto e bem feitos sempre voltam à moda. Alguns nunca saem de moda. Você pode usar por muitos anos. Todas as peças que ilustram este texto são de revistas ou desfiles recentes, que estão nas coleções 2012/2013 de marcas internacionais. E algumas delas parecem ter saído das revistas importadas que eu via quando comecei a trabalhar com moda há mais de 20 anos.

Vanessa Versiani, especialista em treinamentos de imagem e estilo da Diferencie-se!
Diferencie-se! Porque você é único

quinta-feira, 12 de abril de 2012

O CROCHET ESTÁ EM ALTA!

(Materia do modaspot.com)

Giovana Dias injeta glamour em suas peças de crochê


Especialista em transformar crochê em moda, a estilista Giovana Dias investiu numa coleção repleta de glamour para o inverno 2012. O segredo foi a mistura do crochê com materiais como lurex, seda, cristais e pérolas em saias, vestidos, casacos e blusas. As franjas também merecem destaque. Na cartela de cores, cinza chumbo, roxo, vermelho, verde, mostarda, preto, marrom e dourado.
Formada em design de moda, Giovana deu ao trabalho com crochê um toque moderno. A estilista já produziu peças em Trancoso, no litoral baiano, onde teve uma loja no endereço mais badalado do local. Em São Paulo, começou vendendo para lojas como NK Store e Daslu entre outras. Recentemente inaugurou seu ateliê no bairro dos Jardins.