segunda-feira, 10 de maio de 2010

Visitando o blog da personal stylist VANESSA VERSIANI, vi esta matéria que achei super interessante:

Tricô

O frio começa a aparecer e me lembro dele, um clássico de inverno (que também é ótimo para usar no verão, com os fios certos, fresquinhos e coloridos).
Com diferentes texturas, com fios os mais diversos, o tricô em si nunca sai de moda. Mudam-se as cores, as modelagens, mas sempre o vemos nas vitrines, principalmente no inverno.
Marcas como as mineiras Patachou, Coven e Faven e a paranaense Lafort construíram seus nomes tendo o tricô como uma de suas bases.
Boleros, coletes, cachecóis, luvas e polainas podem ser ótimos complementos para dias não muito frios, sendo úteis para mudar um pouco a cara do look, tirando a monotonia.
Mas o tricô também pode ser usado em camisas, camisetas, cardigãs, suéteres, vestidos, calças, blazers, casacos…. no guarda-roupa inteiro! Até sapatos em tricô eu já vi por aí (e não falo de sapatinhos de bebê, mas botas para adultos, tanto totalmente forradas de tricô ou com detalhes em tricô, como se fosse uma ankle boot e uma polaina).
Deve-se saber usar. Como geralmente o caimento do tricô não é estruturado, pode marcar gordurinhas em quem está acima do peso, dependendo da modelagem utilizada. Mas também pode disfarçar bem o sobrepeso escolhendo-se as peças certas. Para quem está em forma, peças de cortes ajustados são ótimas para valorizar o corpo.
Dependendo da trama escolhida e do tipo de fio ele pode esquentar muito, pode servir apenas para esquentar noites amenas ou ser usado no verão, em dias de calor intenso.
Para não ter erro, deve-se escolher peças que valorizem seu tipo físico e combinem com seu estilo, com sua identidade e estejam de acordo com sua idade nas produções que irá usar.
Comprando bem e sabendo manter a peça, lavando e secando adequadamente, as roupas em tricô podem durar mais de dez anos.
Para viagens é ótimo por não amassar facilmente, dispensando o ferro de passar na maioria das vezes. Quando feito em fios grossos ocupa muito volume na mala mas há fios finos que esquentam tanto quanto os grossos.
Versáteis, tanto são encontrados em modelagens e cores modernas como também em visuais mais clássicos, podendo ser usados por pessoas de todas as idades, de ambos os sexos.
Ao encomendar peças sob medida, é bom conhecer bem o trabalho de quem fará a peça, para ver se a pessoa é ou não hábil para realizar o trabalho conforme você deseja.
As peças em tricô, como quaisquer outras, podem funcionar para diversas idades e estilos dependendo da produção que é feita. Assim, uma mesma peça pode ser usada por pai e filho mesmo que tenham estilos totalmente diferentes, mudando-se as outras peças que vão compor o look.
Para quem vive em regiões quentes, os tricôs de tramas mais finas de lã e os tricôs em linha são ótimos. Os em linha podem ser usados mesmo em dias quentes, dependendo do modelo utilizado e do fio que é feito.
Aproveite que as peças de outono/inverno estão nas lojas e adquira peças diferenciadas, que possam dar uma cara nova ao seu guarda-roupa, atualizando-o com algo que poderá ser usado por muito tempo, que combine com seu jeito, seu estilo de vida e valorize seu tipo físico.
Para quem gosta de estar sempre elegante e bem vestido e prefere ter um visual diferenciado, o melhor momento para rever o guarda-roupa é agora. As tendências fortes da estação já estão nas vitrines e um bom profissional sabe identificar as peças que cairão no gosto comum e as que continuarão sendo usadas apenas por um público mais selecionado.
Faça contato e agende sua entrevista. Tenha um guarda-roupa elegante e renovado neste inverno.

Att.
Vanessa Versiani
Personal Stylist
vanessaversiani@yahoo.com.br
(41)9669-8558 (Caso eu não atenda, envie um e-mail ou ligue novamente em outro horário)

terça-feira, 4 de maio de 2010

TENHAM PERSEVERANÇA
Quando imaginamos uma máquina de tricô, pensamos em rapidez, e ganhar muito dinheiro. É importante escolher uma máquina ideal, marca e o retorno que a mesma lhe dará. Não comprar a mais barata, só pelo preço. Olhar o desempenho e resultado. Fazer um curso bem feito de manejo para não desanimar depois de adquirida.

A confecção de uma peça requer muita atenção e cuidados. Precisamos olhar uma peça, um modelo bonito e pensar: o que preciso para fazer este modelo? Que tipo de linha ou lã devo usar? E o mais importante: quantos pontos devo colocar na máquina para confeccionar este modelo? Precisamos aprender confeccionar, saber responder a essas perguntas sozinha e não seguir receitas prontas. Receitas são boas, mas dá diferença entre uma máquina e outra. Não se prendam a receitas. Você é capaz de fazer QUALQUER modelo! Pense nisso!

Faça um curso de confecção. Saber fazer um esquema, pode ser um método mais antigo mas é "batata"! Se faz uma roupa do modelo e tamanho que você quer, sem um centímetro a menos ou a mais e com qualquer ponto que a máquina tiver. Portanto minhas companheiras , tenho visto muitas pessoas venderem máquinas por puro desânimo! Compram achando que, em um a dois meses estão trabalhando profissionalmente. Temos que ter paciência e muita dedicação. Nossa profissão é maravilhosa!Como ficamos felizes ao conseguir fazer um modelo que a principio achamos quase impossível! É possível!
Temos que ter perseverança!

Meu conhecimento é limitado, mas minha perseverança é ampla e é a chave para expansão do conhecimento. (Wannessa Reis)
"Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado." (Roberto Shinyashiki)

BREVE : DICAS DE CONFECÇÃO no blog

segunda-feira, 22 de março de 2010

Boa tarde amigas tricoteiras!
Em Outubro do ano passado, postei aqui no blog, vários blogs de tricô `a máquina. Hoje, acrescentei mais alguns. Quem for tricoteira a maquina e ainda não tiver seu blog na lista favor entrar em contato, pois faço questão de divulgar os trabalhos maravilhosos de nossas colegas de profissão. Dêem uma olhada em cada blog e em todos os trabalhos! Isto nos enriquece! Aprendemos cada dia mais com os ensinamentos de nossas amigas tricoteiras! Trabalhos muito bem elaborados que merecem nosso PARABÉNS!!!
Grande abraço!!!

sexta-feira, 19 de março de 2010

Mantendo a Elegância

Uma produção requer uma grande dose de sensatez, isto traduzido significa que o conjunto de peças a ser escolhido em seu guarda roupa pode transformar-se em uma bela obra ou num grande fracasso.
Sem sustos !
Consultores de moda já fizeram a experiência de buscar dentro do guarda roupa de pessoas dos mais variados tipos e gostos, peças que nunca foram usadas em conjunto e para a surpresa dos proprietários destas roupas, eles podiam andar na moda tranqüilamente sem cometer abusos e ainda sem gastar em novas peças e acessórios.
Já sabemos que a moda é cíclica, vêm e vai com grande frequência muitas vezes sofrendo poucas modificações. Porém a grande aliada de estarmos de bem com o guarda roupas nada mais é do que nossa própria imagem refletida no espelho.
Também já foi dito por muitos que somos o que vestimos, ou seja, características de nossa personalidade acabam surgindo e se delatando através das roupas que usamos.
Portanto, antes de sair para qualquer local e ocasião é totalmente indispensável checar se estamos de acordo com o objetivo e, muito importante, diria de importância total para o seu bem, estar em completa harmonia com o tipo físico.

Veja a seguir alguma dicas de quem entende :
- Para a baixinha : se for esbelta, pode usar tudo. Para as gordinhas, a saia tem que estar acima do joelho;
- Para a alta : é indicado o uso de pantalonas e camisas masculinas;
- Para a gordinha : roupas escuras, camisas e saias retas;
- Para a magra demais : o maiô é mais indicado que o biquíni;
- Para a negra : cores fortes, como os tons de azul;
- Para quem tem cabelos curtos : se tiver pescoço bonito, pode usar colares, gargantilhas e golas altas;
- Para quem tem cabelos compridos : o meio-coque com fios soltos e gola careca é perfeito;
- Para a loura : o preto fica muito bem. Tons dourados também;
- Para quem tem pouco busto : tudo, menos silicone!
- Para quem tem busto grande : decotes altos, nunca! Os "Vs" e os "Us" ficam muito bem.
- Para a de quadril largo : se as pernas forem compridas e a cintura fina, calças e saias retas;

Importante:

- O que cai bem :
blazer bem cortado, camisa branca, brincos de argola;
- Roupas e acessórios vulgares :
lycra, mules ou qualquer coisa que faça tec-tec no chão;
- O que é fundamental ter no guarda-roupa :
uma calça jeans, um par de tênis, uma camisa branca, uma boa bolsa, um pulôver de qualidade e um terninho preto.

Fonte: Marília Carneiro (site revista Claudia)

Como lavar malhas de linha ou de lã

Passo a passo:

1. Deixe de molho em água e sabão de coco.

2. Não esfregue, apenas vá espremendo com as mãos muito delicadamente.

3. Se necessário repita todo o processo, mas antes troque a água suja por uma água limpa. Não esqueça o sabão de coco.

4. Deixe-a de molho com um pouco de amaciante.

5. Depois enxágüe bem. Se a malha for branca, na última água de enxágüe adicionar uma colher de chá de água oxigenada 30 volumes.

6. Torça a malha delicadamente dentro de uma toalha de banho.

7. Deixe- a secar à sombra. Não a pendure no varal, pois o peso da linha ou lã molhada pode deformá-la.

8. Não é necessário passar a ferro.

9. As malhas brancas devem ser guardadas envoltas em papel de seda azul claro, para que não fiquem amareladas.


Como conservar malhas de tricô

Passo a passo:

1. Lave à mão e com sabão neutro. Malhas 100% acrílicas não podem ser lavadas na água quente pois encolhem. Na dúvida sobre a composição, lave com água fria.

2. Deixe secar em superfície plana na sombra. Não torça ou pendure para não deformar.

3. A maioria das peças de tricô não precisa ser passada. Se estiver muito amassada, deixe que o vapor do ferro vá umedecendo o tecido, pressionando-o com a mão. Não deixe o ferro encostar na roupa. A chance de queimar é alta.

4. Para retirar bolinhas nas regiões de atrito, passe gilete levemente sobre o tecido.

5. Guarde as peças sempre dobradas. Nunca pendure-as para não ficarem espichadas e com os ombros deformados.

6. Guarde as roupas de cashmere ou angorá, que soltam muitos pêlos em sacos plásticos assim como as peças brancas, para não amarelarem com o pó. Verifiquer antes, se o saco está seco para não mofar.

Atenção:

1. Leia a etiqueta da roupa, é muito importante para sua correta conservação.